1ª Exposição Fotográfica – Visões do Trabalho Infantil

 Visões do Trabalho Infantil

No período de 20/08/2012 a 30/10/2012, o CEMEJ11 abrigou a exposição Visões do Trabalho Infantil na cidade de Manaus que trouxe ao público usuário imagens do trabalho infantil captadas pelos alunos do 2º ano do Ensino Médio da Escola Frei Silvio Vagheggi.

Visões do Trabalho Infantil na Cidade de Manaus

 A cidade, espaço de múltiplas percepções, de ritmo frenético e célere, passa despercebida para a grande maioria de seus habitantes que transitam por suas avenidas sem se deterem a olhar aquilo que os cercam. Dessa forma, os problemas sociais que a cidade revela em suas ruas, praças e outros espaços passam a ser vistos como algo natural, sem que seus moradores detenham seus olhares sobre os mesmos. Foi no sentido de despertar nos adolescentes um olhar reflexivo sobre as mazelas sociais com as quais se deparam cotidianamente que propusemos a Exposição Fotográfica Visões do trabalho Infantil na Cidade de Manaus. Esse trabalho é um desdobramento da I Mostra Fotográfica realizada pela Escola Estadual Frei Sílvio Vagheggi, Visões da Cidade, que teve por objetivo despertar nos seus alunos um olhar crítico sobre os espaços da cidade na qual estão inseridos.

O trabalho infantil, intensivamente utilizado na cidade de Manaus em tempos de outrora, atualmente ainda se mostra muito presente nos mais diversos cantos da cidade. Isto é o que revelam as imagens capturadas por adolescentes, alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Frei Sílvio Vagheggi, que na busca da exploração do trabalho de criança, as encontraram realizando as mais diversas tarefas nas ruas, praças e feiras de Manaus.

Para além de despertar em nossos alunos um olhar crítico sobre a realidade de crianças que por algum motivo trocaram as brincadeiras e a escola pelo trabalho, a exposição Visões do Trabalho Infantil na Cidade de Manaus é um clamor aos nossos governantes e a sociedade em geral para que pensem ações no sentido de combater a utilização do trabalho infantil. É um chamamento para que se retirem efetivamente essas crianças das ruas oferecendo-lhes os espaços que compete às suas idades, ou seja, o espaço da escola.                                                                                                

Alba Barbosa Pessoa